Suposto desbloqueio do PlayStation 4 é mais um caso de charlatanice na internet

Por Henrique Sampaio | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Hacker que divulgou jailbreak para PS4 é conhecido por forjar invasões à CNN e Xbox Live

PlayStation 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoDualShock 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoDualShock 4 e PlayStation Eye. Foto: ReproduçãoDualShock 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoDualShock 4. Foto: ReproduçãoDualShock 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: ReproduçãoPlayStation 4. Foto: Reprodução

Há alguns dias corre na internet a notícia de que o PlayStation 4 teria sido desbloqueado. O procedimento do "jailbreak", divulgado pelo suposto hacker Reckz0r, que se diz um ex-membro do Anonymous, permitiria o uso de programas ilegais no novo console da Sony, incluindo jogos piratas, se é que eles já existem. Porém, tudo indica que trata-se de uma notícia falsa, como tantas outras já anunciadas por Reckz0r - e, aparentemente, ignoradas pelos sites e blogs que estão noticiando o desbloqueio do PS4 como um fato.

O texto original, divulgado no site Pastebin por Reckz0r, cita vulnerabilidades do PS4 descobertas por usuários de um fórum brasileiro da deep web conhecido como "condinh0". Esse "destravamento" envolve baixar arquivos supostamente armazenados em um site para um pendrive e instalá-los no PS4 em modo de segurança, como ele detalha em sua publicação.

Contudo, ao tentar baixar os arquivos indicados por Reckz0r, após uma contagem regressiva para o download, você recebe a mensagem de que eles não existem mais ou foram removidos devido violação de direitos autorais - exatamente a mesma mensagem que aparece para qualquer nome que você inventar após a URL https://depositfiles.com/files/. Ou seja, você também receberá essa mensagem se tentar baixar esses arquivos claramente inexistentes e inventados por mim: https://depositfiles.com/files/euchecoasinformacoes e https://depositfiles.com/files/sex_tape_do_caio_teixeira.

Inclusive, se os arquivos realmente existissem e funcionassem, alguém já teria baixado, testado e, no mínimo, armazenado em outros servidores. Mas a verdade é que não há onde encontrar estes arquivos na internet ou provas de que eles realmente funcionam, mesmo três dias após a publicação do dito hacker.

Em seu Twitter, Reckz0r publicou no mesmo dia de seu post no Pastebin, 30 de novembro, uma imagem na qual a conta oficial do PlayStation aparece ameaçando-o de prisão, através de mensagens diretas. Contudo, como diversos usuários da rede social apontam, as mensagens na imagem divulgada pelo usuário não apenas possuem mais que os 140 caracteres permitidos pelo Twitter, como não usam a tipografia oficial do site, dando a entender que foram forjadas pelo próprio hacker.

Reprodução
Fake: suposta imagem de troca de mensagens entre hacker e Sony no Twitter traz erros gramaticais e extrapola os 140 caracteres permitidos pela rede social

Contribuindo para seu descrédito, Reckz0r é conhecido por disseminar notícias de invasões de sua autoria a grandes sites e sistemas, com o pequeno detalhe de que são todas falsas. Invasão à Xbox Live, com informações de 48 milhões de usuários expostas, em 13 de maio desde ano? Falso. Invasão ao site da CNN com publicação de notícias ensanosas, como "Bill Gates horroriza crianças injetando veneno em suas nádegas"? Nunca aconteceu, segundo o site Cyber Wars News, que cobre notícias de cyberativismo. Ao menos ele acerta no humor negro.

Reprodução
Publicação de notícia falsa na CNN, de suposta autoria de Reckz0r, nunca aconteceu

Como já foi apontado anteriormente por sites e comunidades da cena hacker, Reckz0r é conhecido por apropriar-se de descobertas e informações adquiridos por outros hackers e anunciar invasões como se fossem de sua autoria. O próprio Cyber Wars News descreve Reckz0r como um "ladrão e um 'media whore'".

Em sua aparente nova fraude, Reckz0r tenta, inclusive, equiparar-se com George Hotz, conhecido como geohotz, que além de ter contribuído para o desbloqueio do iPhone, comprou briga com a Sony ao anunciar um método que derrubava a segurança do PlayStation 3, permitindo o uso de softwares ilegais no console.

Minha conclusão? Tudo parece não se passar de uma nova história falsa, inventada por Reckz0r a partir de descobertas de outros hackers, aproveitando-se da ingenuidade e incapacidade de certos blogs e sites de checarem a veracidade de informações publicadas por desconhecidos na internet. E assim ele consegue, novamente, o que deseja: atrair os holofotes para si.

Leia tudo sobre: HackerReckz0rPS4jailbreakfalso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas