Marta Suplicy altera o discurso na Campus Party: "game é cultura"

Por Redação Arena | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Durante palestra de abertura do evento, Ministra da Cultura anunciou edital para programa de exportação que contempla a criação de jogos digitais

Divulgação
Marta Suplicy

Demorou quase um ano para que Marta Suplicy se redimisse da infame afirmação de que games não seriam cultura, o que seria motivo para não incluí-los no programa Vale-Cultura. Na abertura da Campus Party 2014, nesta segunda-feira (27), a Ministra da Cultura alterou seu discurso e afirmou: "Game é Cultura".

Logo em seguida, Suplicy anunciou a abertura de um edital que contempla, dentre diversas categorias, a criação de jogos digitais. O programa selecionará 52 empreendedores culturais para rodadas de negócios entre 10 países do Mercosul, em maio, na Argentina, com o objetivo de exportar a cultura brasileira e estimular a criação de redes entre os países do Mercosul.

Os selecionados para o 1º Mercado das Indústrias Culturais do Mercosul (MICSUL) serão contemplados com translado de Buenos Aires a Mar del Plata, hospedagens e uma ajuda de custo de US$ 1.500, além de apoio do Sebrae para a realização de reuniões internacionais.

Após um comentário do humorista Rodrigo Fernandes, do Jacaré Banguela, sobre o preço elevado do PlayStation 4 no Brasil (acompanhado de gritos e aplausos da platéia), Suplicy apenas disse que o governo está trabalhando para reduzir os preços no mercado de games, começando pelos jogos.

Leia tudo sobre: Marta SuplicyCampus Party 2014culturaBrasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas