Comissão da Câmara aprova redução de impostos sobre games

Texto aprovado retira alíquotas sobre a importação e estende benefícios da Lei da Informática para os jogos

Redação Arena |

Reprodução
Deputado Hugo Motta (PMDB-PB), responsável pela medida que pretende reduzir impostos dos jogos
A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (30), em caráter conclusivo – ou seja, sem a necessidade de passar pelo Plenário –, o texto que estende para os games os benefícios da Lei de Informática , garantindo assim redução do Imposto sobre Produtos Industrializados ( IPI ) aos fabricantes de jogos para consoles e computadores que invistam parte do faturamento da empresa em pesquisas para o desenvolvimento do mercado nacional.

- E você, acha que os preços de games no Brasil finalmente cairão? Comente em nosso fórum

A medida também reduz a zero os impostos e taxas que recaem sobre os jogos importados para uso domiciliar. De acordo com a Lei 10.865/04 , produtos como livros, papel para a produção de jornais, além de equipamentos para a área cinematográfica já eram atendidos com a isenção de alíquotas de PIS e Cofins agora concedida aos games. Ou seja, os consumidores poderão comprar seus títulos de lojas internacionais sem o perigo de taxação.

Antes da medida entrar em vigor, o texto ainda deve passar pela análise das comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania ; e de Finanças e Tributação .

- Ajudamos você a escolher o seu console em nosso Guia de Videogames
- Infográfico: Conheça a História dos Videogames

A proposta é de autoria do deputado Hugo Motta ( PMDB-PB ) e une as sugestões de três projetos – o PL 514/11, de autoria do deputado Antônio Carlos Mendes Thame ( PSDB-SP ), 943/11, do deputado Sandro Alex ( PPS-PR ) e 899/11, do deputado Mauro Mariani ( PMDB-SC ).

    Leia tudo sobre: ImpostoIPIPISCofinsLei de InformáticamercadoImpostos de games no Brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG